O papel das ferramentas de analytics na gestão de Recursos Humanos do futuro

A experiência do funcionário é uma das principais tendências e já causa bastante movimentação nas empresas para se adequar às necessidades das novas gerações e sociedade. E para proporcionar uma experiência de valor, é imprescindível conhecer quais são as aspirações, as habilidades e as dificuldades. Dessa forma, é possível desenhar estratégias que ajudem cada um deles a ter uma performance melhor e encontrar propósito e valor no trabalho realizado.

Mais uma vez, a tecnologia entra como uma solução para auxiliar o RH no desenvolvimento das pessoas. As ferramentas de analytics tem ganhado cada vez mais espaço por ajudarem a identificar não só o perfil de cada funcionário, mas, também, seus desejos e motivações. E, conhecendo as pessoas, é muito mais simples criar soluções que realmente tenha valor, as ajudem no dia a dia e as façam se sentir mais motivadas e integradas.

Ter profissionais capacitados, engajados e determinados a alcançar seu melhor é uma das melhores vantagens que uma organização pode ter. Do que é feita uma grande empresa? De grandes pessoas. Ou seja, para que uma empresa se torne referência no mercado e alcance seus objetivos de negócio, é preciso ter uma força de trabalho que compartilha do mesmo objetivo e acredito no valor que ele tem.

LEIA TAMBÉM:  Como impulsionar a transformação da área de Recursos Humanos nas empresas

Empresas exponenciais precisam de profissionais exponenciais.

O grande desafio das empresas é o de desenvolver as pessoas, atendendo suas expectativas de carreira e alinhando suas habilidades às necessidades da empresa. Ter pessoas com propósito,  que escolham seus espaços e as empresas que deseja contribuir é fator preponderante. Para isso, é preciso ter uma base de dados que permita que gestores e a área de RH entendam e conheçam cada colaborador. As organizações já contam com um grande volume de dados, como performance, avaliações, níveis de satisfação etc., além de informações referentes à salário, benefícios, entre outros, precisamos de mais informações e sistemas que possibilitem a conversa e integração de todos esses dados.

O problema está na gestão de toda essa quantidade de informação. Unir todos os dados importante, de forma que um complemente o outro, e a partir disso, ter uma visão mais completa sobre o capital humano e intelectual. Com as ferramentas de data analytics, além de contar uma base rica de dados, gestores e RH têm maior possibilidade de acesso à informação e sua gestão e decisão. O people analytics nada mais é que a automatização do processo de entendimento de cada pessoa dentro da empresa.

Como o people analytics ajuda nas tarefas do RH

LEIA TAMBÉM:  Transformação digital: por que não podemos vencer os desafios do RH em moldes obsoletos

Sabemos que a área de RH carrega grandes responsabilidades e um papel importante, com grande impacto, como desenvolver o engajamento, construir um ambiente de trabalho produtivo e harmonioso, reduzir o turnover e evitar o burnout dos funcionários. Para fazer tudo isso acontecer, é necessário ter informações e dados, conhecer suas motivações, ambições, pontos fortes e pontos fracos etc. Além, é claro, de analisar e entender o perfil de cada um.

Você, profissional de RH, já imaginou ter uma ferramenta que identificasse automaticamente itens como qualidades que fazem um grande líder, quando um funcionário está prestes a chegar ao burnout, o que faz os funcionários serem mais produtivos, como seus colaboradores se comunicam nas redes, entre outros? Além disso, uma ferramenta que traga respostas sobre as pessoas e ajudem na criação de estratégias para todos dentro da empresa?

Imagine o seguinte cenário: uma empresa está com diversos profissionais desengajados, o clima organizacional está ruim e os gestores não conseguem identificar o motivo. Uma ferramenta de analytics pode fazer o levantamento de todo o histórico desses funcionários e ajudar os gestores e profissionais de RH a identificar o momento em que o nível engajamento destes começou a cair e a partir disso, encontrar a solução para esse problema.

Outro exemplo, usando um cenário que se repete muito nas organizações, é a questão do turnover e o que leva os funcionários a pedirem demissão, em alguns casos, até com a mesma média de tempo na empresa. Uma ferramenta de analytics ajuda a obter essas respostas, pois mapeia toda a jornada do profissional dentro da organização, medindo níveis de satisfação, engajamento, performance, entre outros, e, assim, identificando o momento no qual esses funcionários passam a considerar deixar seu cargo na empresa.

LEIA TAMBÉM:  IBM Watson: o desenvolvimento de um novo modelo de gestão

Ter uma ferramenta como essa não só permite que o RH e os gestores saibam quando um funcionário vai pedir demissão, mas, também, o porquê dessa decisão. Assim, podemos prever e evitar fatos que podem comprometer os resultados.

O people analytics é uma ferramenta que está começando a ganhar espaço no mercado. Mas, em um futuro próximo, será essencial para as execuções das tarefas do dia a dia dos profissionais de RH. O mundo está mudando, uma nova revolução industrial bate a nossa porta e as alternativas são: aceitar e incentivar a mudança ou insistir em se manter obsoleto e perder lugar no mercado. Você decide de qual lado vai estar.

A Ornellas Consultoria já ajudou diversas empresas a transformar a área de RH a se preparar para os novos modelos do futuro. Saiba como podemos ajudar a sua empresa.