Entenda a importância de preparar sua empresa para a transformação digital

A transformação digital já dá sinais positivos no mundo e para as empresas, contribuindo na criação de novos modelos de negócio. Mas, nem tudo tem sido flores, a transformação digital exige que as empresas, principalmente as de grande porte, revolucionem sua estrutura organizacional e inovem seus processos internos. Manter os mesmos processos engessados e tradicionais prejudica o desenvolvimento e impede que grandes empresas se preparem para o futuro. Não dá para avançar no futuro se temos o mesmo desenho organizacional, certo?

Para compreender de fato todas essas mudanças, o primeiro passo é esclarecer o papel da transformação digital dentro das empresas. Um deles, e o mais conhecido é o de otimização de processos. Ou seja, automatizar tarefas repetitivas e operacionais antes executadas por pessoas e que, agora, podem ser feitas pela tecnologia com mais rapidez, qualidade e eficiência, deixando os profissionais livres para tocar atividades que exijam o pensar, a criação e um olhar mais estratégico. O outro é o de combater a burocracia e a ineficiência.

Ainda assim, apesar de reconhecida importância, o processo de transformação digital ainda é lento, e uma das razões é a estrutura organizacional vigente, baseada em modelos tradicionais de negócio, que impedem a inovação no ambiente de trabalho. Não dá para inovar dentro de uma estrutura arcaica e convencional, baseada em comando e controle e uma definição estreita de cargos e hierarquias. Essa estrutura retrógrada, presente em grande parte das grandes empresas, deixa o fluxo de trabalho amarrado, sem espaço para novas ideias e novas formas de realizar o trabalho.

LEIA TAMBÉM:  Metade dos profissionais de RH dedica apenas 1 hora do seu tempo aos estudos

Para que isso mude, executivos e gestores precisam aceitar a necessidade da mudança, com uma mentalidade diferente e estruturas internas mais flexíveis, muita coragem e vontade e disposição de fato, de transformar.

Como o RH pode auxiliar no processo de mudança

Manter os colaboradores em uma estrutura quadrada é uma atitude que prejudica a produtividade e, consequentemente, os resultados do negócio. Por isso, a necessidade crescente de um novo design organizacional, e a transformação a partir do RH. Mas não aquele departamento antes conhecido apenas por cuidar de papeladas e documentação de funcionários – RH Departamento Pessoal, mas um RH Designer Organizacional, que olha para fora e para o futuro e pense em soluções para reinventar o trabalho, a divisão de tarefas, as competências e as pessoas. Este é o caminho para impulsionar a inovação em toda a empresa.

O primeiro passo é fazer uma avaliação de toda a estrutura da empresa e identificar o que ficou ‘parado no tempo’ e as oportunidades de melhoria. A partir daí entender por que algumas áreas evoluíram e outras não e, com isso, encontrar caminhos para a mudança. As soluções internas podem servir de exemplo e sinalização do que é possível. O olhar deve sempre ser para o valor que a estrutura traz para a organização.

Essa caminhada só será possível se os profissionais de RH se juntarem a muitos outros profissionais da organização para uma criação conjunta. Gestores e executivos têm um papel importante nessas mudanças, pois eles conhecem as necessidades de cada área da empresa. O trabalho em conjunto possibilita a criação de soluções que realmente farão sentido para cada equipe e, de fato, ajudem nos processos do dia a dia.

LEIA TAMBÉM:  Pessoas são surpreendentes quando motivadas: caso Quem Disse, Berenice?

A partir dessas primeiras mudanças, o próximo passo é rever a estrutura de cada área, propósito e fluxo do trabalho e com isso, já é possível traçar estratégias que permitam processos mais flexíveis e novas formas de realizar o trabalho. E com as novas estruturas definidas, começar a pensar em soluções tecnológicas e ferramentas que podem tornar o trabalho mais fluído e produtivo.

É importante ressaltar que, nesse processo de mudança, é preciso haver uma comunicação clara com todos, explicando os motivos e como as novas estratégias vão beneficiar cada um. Vale destacar que só podemos considerar uma inovação se trouxer valor a todos os envolvidos.

O papel da tecnologia na melhoria dos processos e no crescimento

Desde 2014, a McKinsey considera que empresas que aderem à digitalização e utilizam a transformação digital para criar novas linhas de negócio apresentam um progresso bastante promissor. Com a aceleração das evoluções tecnológicas, a quarta revolução industrial e novos modelos de trabalho e negócios, fica claro que empresas que buscam crescimento e sucesso nos negócios precisam alinhar a tecnologia ao fluxo de trabalho a fim de torná-lo mais produtivo e eficiente.

A necessidade de processos mais ágeis e mais focados nas pessoas é essencial para a sobrevivência da empresa. E para essa jornada é fundamental usar e abusar da tecnologia. Novas ferramentas surgem a todo instante com a promessa de otimizar o trabalho e tirar os profissionais das tarefas mecânicas e colocá-los em uma posição mais estratégica, estimulando suas ideias e a inovação dentro do ambiente de trabalho.

LEIA TAMBÉM:  Design Thinking, um método para inovação?

Ferramentas que usam da inteligência artificial são a principal promessa para o mercado. E mesmo que as primeiras soluções ainda não estejam sendo implantadas nesse exato momento nas empresas, a velocidade dos avanços tecnológicos ajudam a prever que não vai levar muito tempo até isso acontecer.

Tendências apontam que em 07 anos a Inteligência Artificial será considerada um requisito para a maioria dos empregos profissionais e que em 15 anos os robôs serão comuns em todos os locais de trabalho eliminando todo o trabalho repetitivo e manual.

O ponto é precisamos começar a mudança das estruturas organizacionais o quanto antes. A organização de 07 ou de 15 anos a frente precisa ser construída hoje, pois quando tecnologias disruptivas estiverem disponíveis no mercado, as empresas precisarão estar preparadas para recebê-las.

Para estar à frente de outras empresas e ser referência no mercado, é preciso começar a seguir as tendências de mudança não só do RH, mas também de toda a força de trabalho.

A Ornellas Consultoria carrega mais de 20 anos de experiência no trabalho de transformar as formas de liderança e estimular o desenvolvimento organizacional. O livro DesigneRHs para um Novo Mundo, de Marco Ornellas, fala de como é possível transformar o RH em uma área mais futurista, inovadora, conectada e tecnológica. Adquira o seu!